Almanaque Oga Mitá 40 anos

FaceBook  Twitter

20171207 capaalmanaque

Participe. Seja um coautor deste projeto!

A Escola Oga Mitá completa 40 anos de um projeto educativo pautado em sólidos princípios, entre eles a participação, a cooperação e a afetividade. Por isso, os rateios e mutirões fazem parte de nossa prática pedagógica.

Aqui queremos estender essa possibilidade de participação fazendo um convite para que você se junte a nós nesta iniciativa: vamos comemorar os 40 anos da Oga Mitá publicando um Almanaque.

Queremos contar um bocado da história de resistência e defesa de uma educação voltada para a construção de uma sociedade mais humana.

Acreditamos que a educação pode contribuir para o reencontro do homem consigo mesmo e com os valores que possibilitam uma convivência respeitosa e cooperativa, em contraponto à corrida pela competição e pelo sucesso individual, tão supervalorizados em nossa sociedade. Trabalhamos pela conscientização de que somente por meio de relações e ações comprometidas com a transformação do mundo será possível construir uma vida mais justa e coerente para todos.

 

O ALMANAQUE

Ele reúne um material significativo sobre a trajetória do processo-projeto Oga Mitá nessas 4 décadas de vida e que muitos ajudaram a construir. Assim, a previsão é que contenha cerca de 500 páginas ricamente ilustradas.

Escolhemos esse formato para dar um tom de leveza e humor, tão valorizados em nosso cotidiano. A diagramação também irá contribuir para um jeito gostoso de ler.

O prefácio – “Uma escola nova de verdade” – é do querido Joel Rufino dos Santos, professor e escritor, nosso parceiro por muitos anos e avô de uma ex-sempre aluna.

Estar junto é contribuir nas diferentes formas e esferas, e a colaboração financeira faz parte disso.

 

UM TRECHO DO PREFÁCIO

O nome da escola é um achado. Enquanto outras pensam atrair pelo nome, em geral em inglês, esta se chama Oga Mitá, casa da criança. É uma declaração de amor aos nossos índios, aos que já viviam aqui havia pelo menos dez mil anos antes de Cabral. Por sobre séculos de dores e alegrias coletivas, minha neta, Isabel, se ligava afetivamente a meninas tupinambá que andavam por aqui com seus sonhos de menina.

 

20171207 botao dparticipacao

FaceBook  Twitter

20170902 jogamita 34

Dia 2/09, realizamos o nosso 9º JOGAMITÁ!

Com o texto do Pedro Vitiello, grande incentivador e produtor de nossos JOGAMITÁ, postado em seu perfil, dividimos com vocês, com muita alegria, o sucesso da manhã de hoje.

As fotos falam do sucesso!

"Joga Mitá 9ª Edição:

Mais de cem pessoas, hoje!

Agradeço a valorização e ao empenho da Escola Oga Mitá , das famílias dos alunos, dos alunos e, em especial à Cristiane Lima, professora de Robótica e Programação da escola , que sempre contribui com boas ideias e enriquece o JOGAMITÁ com projetos que desenvolve, com os estudantes, em suas aulas.

Uma semana somente de divulgação e com público limitado, em grande parte, a pais e alunos de uma escola, e pouco acostumado a jogar.

Quando começamos, muitos dos pais e alunos jamais haviam visto qualquer jogo de tabuleiro ou RPG que não fossem alguns dos clássicos e, em geral, os menos atrativos das opções.

Hoje, temos um grupo de interessados, de produtores, de jogadores e de divulgadores, porque iniciativas como o JOGAMITÁ, Crânio Velho, Fun Box, BPE,  Jogarta, NAVE, Clube de Jogos de Campinas, RPG Solidário e muitas, muitas outras pessoas estão fazendo o possível para trazer mudanças e modificar este quadro.

Então, me permitam para quem ainda não entendeu:

EXISTE UM UNIVERSO DE JOGADORES, ENTRE CRIANÇAS, PAIS E ADOLESCENTES, ÁVIDOS POR JOGOS, COM POUQUÍSSIMO ESPAÇO E MATERIAL PARA ESTE PÚBLICO.

Melhorou, e muito de uns 5 anos para cá, mas ainda não supre um décimo da demanda que existe por aí.

Levem jogos à famílias, produzam jogos para famílias, ajudem famílias que já se interessam por jogos.

Tem muita, mas muita coisa bacana para ser feita ainda, e nem arranhamos a superfície.

Jogos mudam relações sociais, estreitam laços, estimulam mentes, produzem reflexão e ajudam, enormemente, na interação social entre pessoas de diferentes idades e condições sociais.

Levem jogos para pessoas. Precisamos como nunca do tipo de mudança positiva que isso pode trazer. Ainda fazemos pouco.

ESPALHE A IDEIA DE SEU MODO ENTRE SEUS CONHECIDOS.

Abraços!"

Pedro Vitiello, pai de Victor Vitiello ( 5º ano do EF) e de Bernardo Vitiello (1ª série do EM), estudantes da Escola Oga Mitá