Julho Brincante no Quintal da Oga Mitá

FaceBook  Twitter

20180716 julhobrincante A


“Brincar é uma necessidade do crescimento”
( LydiaHortélio )

Nosso Julho Brincante foi “costurado” por meio de muitas brincadeiras. Esse tempo, vivido pelas crianças no recesso de julho e organizado pela equipe de profissionais da escola, teve a arte, a brincadeira e a TransPsicomotricidade como fios condutores de nossas experiências.
A brincadeira foi um espaço privilegiado em nossos encontros por entendermos sua importância e necessidade para a criança. Afinal, brincar é um direito garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Artigo 16. O direito à liberdade compreende os seguintes aspectos; parágrafo IV- brincar, praticar esportes e divertir-se.
Nos encontros vivenciados no quintal da Oga Mitá, garantimos espaço para criação, comunicação e movimento, proporcionando a brincadeira livre expressiva e promovendo propostas para exploração individual e coletiva.
Os elementos da natureza como: água, sementes, areia, terra, pedras, argila, galhos, troncos, folhas entre outros deram sentido ao nosso quintal que se transformou e convidou a criançada a brincar de corpo inteiro.Com o espaço cuidadosamente planejado com materiais diversificados, as crianças deram vida aos materiais expostos, resignificando-os e proporcionando experiências criativas e divertidas. Pensávamos em cada material, com carinho, cuidado e intencionalidade. E a cada manhã, aguardávamos a chegada das crianças com expectativa. Nosso objetivo foi garantir um espaço brincante numa perspectiva criadora que respeita a criança e seus modos de estar no mundo.
Foi um tempo vivido com muita intensidade e alegria. Nossas manhãs foram repletas de sentido, saberes, e de muita diversão para todos(as) os(as) envoldidos(as) – crianças e adultos. Confira nossos registros!

Ana Lúcia Rodrigues da Silva
Coordenadora do Julho Brincante

 

FaceBook  Twitter

20180716 julhobrincante A


“Brincar é uma necessidade do crescimento”
( LydiaHortélio )

Nosso Julho Brincante foi “costurado” por meio de muitas brincadeiras. Esse tempo, vivido pelas crianças no recesso de julho e organizado pela equipe de profissionais da escola, teve a arte, a brincadeira e a TransPsicomotricidade como fios condutores de nossas experiências.
A brincadeira foi um espaço privilegiado em nossos encontros por entendermos sua importância e necessidade para a criança. Afinal, brincar é um direito garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Artigo 16. O direito à liberdade compreende os seguintes aspectos; parágrafo IV- brincar, praticar esportes e divertir-se.
Nos encontros vivenciados no quintal da Oga Mitá, garantimos espaço para criação, comunicação e movimento, proporcionando a brincadeira livre expressiva e promovendo propostas para exploração individual e coletiva.
Os elementos da natureza como: água, sementes, areia, terra, pedras, argila, galhos, troncos, folhas entre outros deram sentido ao nosso quintal que se transformou e convidou a criançada a brincar de corpo inteiro.Com o espaço cuidadosamente planejado com materiais diversificados, as crianças deram vida aos materiais expostos, resignificando-os e proporcionando experiências criativas e divertidas. Pensávamos em cada material, com carinho, cuidado e intencionalidade. E a cada manhã, aguardávamos a chegada das crianças com expectativa. Nosso objetivo foi garantir um espaço brincante numa perspectiva criadora que respeita a criança e seus modos de estar no mundo.
Foi um tempo vivido com muita intensidade e alegria. Nossas manhãs foram repletas de sentido, saberes, e de muita diversão para todos(as) os(as) envoldidos(as) – crianças e adultos. Confira nossos registros!

Ana Lúcia Rodrigues da Silva
Coordenadora do Julho Brincante